Mudando com Animais de Estimação

O sonho de todos que se mudam é conseguir fazer a transição de lares com o mínimo de estresse possível – principalmente quem tem animais de estimação. Depois de estabelecida a nossa rotina no lar atual, qualquer mudança pode fazer os animais se sentirem inseguros, tendo atitudes que eles não tinham até então. Tudo porque os animais, assim como nós, se sentem estressados, ansiosos e inseguros com o que está por vir. Mas existem alguns passos que podem ser seguidos para ajudar nessa missão que não precisa ser impossível.

 

Confira estas 4 dicas do que fazer para evitar que seu bichinho de estimação estranhe a mudança de lar:

 

 

  • Planejamento – O primeiro passo para quem tem animais, é confirmar se a nova casa é amigável para os bichinhos de estimação e se existem regras a serem cumpridas. Além disso, é bom verificar se existe um espaço específico para os animais no condomínio, um jardim ou então algum parque por perto. É essencial conversar com o veterinário ou um treinador de animais para que eles possam dar dicas para esse momento, de acordo com o perfil do seu animal. Se você precisar mudar de veterinário, peça uma indicação para algum bom profissional próximo ao seu novo endereço. Deixe a vacinação em dia, caso venha a demorar até você encontrar uma nova clínica de confiança. Peça também cópias do registro de saúde e o histórico de vacinação do seu animal. Aproveite para agendar uma tosa e banho na semana da mudança para que fazer uma boa escovação no seu animal de estimação, uma vez que eles podem soltar mais pelos quando estão estressados.

 

 

 

  • Atenção aos detalhes – Antes de levar o seu animal, ande pela casa nova e observe se não existe nada que possa ser prejudicial como: tinta fresca, serragem, caco de vidro, fios desencapados ou janelas de apartamento sem proteção. Todo cuidado é pouco. Além disso, não esqueça de atualizar as etiquetas de identificação de coleiras com o novo endereço e o novo telefone. Pense em uma maneira segura e confortável de transportá-los até a nova casa. Se for transportar em gaiolas, forre o interior com algumas toalhas para evitar machucados durante a transição.

 

 

 

  • Não mude a sua rotina  – Separe os brinquedos favoritos do seu animal para que assim que ele chegar na casa nova, ele possa reconhecer algo que lhe é familiar. Mantenha a mesma caminha, casinha, gaiola, potes de comida, etc. Esse momento de mudança não é o momento ideal para comprar coisas novas. Se possível, mantenha tudo o que era da casa antiga para que a adaptação seja mais tranquila e tente colocá-los em lugares semelhantes. Isso ajuda o seu animal a se sentir no controle e como se estivesse em casa novamente. Na casa nova, mantenha os horários já estabelecidos para alimentação, para passeios, brincadeiras e hora de dormir. A rotina é essencial para que o seu animal não fique tão estressado com as novas mudanças. Continue dando atenção para ele como você sempre fez. Não troque a ração do animal e nem diminua a quantidade de comida.

 

 

 

  • Tenha paciência – Vai levar um tempo até que os animais estabeleçam o seu “território” novamente. No começo eles podem ficar até inseguros e tentarem se esconder. É normal agirem dessa forma até se adaptarem. Não é incomum que os animais recusem comida e água enquanto estiverem nervosos. Ofereça mimos especiais nesse momento para incentivá-los a comer. Fique atento ao comportamento deles, e se necessário, caso permaneçam muito nervosos, não hesite em pedir ajuda profissional.

 

Fonte: Carretosp